Cel. Fabriciano, 23 de abril de 2024

OUÇA AGORA A RÁDIO EDUCADORA

RÁDIO EDUCADORA

26 jun
Imagem: maxpixel

Sonhei com um falecido. Devo rezar uma missa por essa pessoa?

Compartilhar

Primeiramente é bom saber que até mesmo dormindo nosso cérebro não para de funcionar. Sonhos são, possivelmente, momentos em que nosso consciente e subconsciente organiza tudo aquilo que passou pela nossa mente durante o dia. Mas até hoje os especialistas continuam tentando entender qual a verdadeira função do sonho em nossa vida. Existem muitas teorias, umas sérias e outras totalmente descartáveis, sobre os sonhos. A verdade é que se eles existem devem servir para alguma coisa! Até mesmo na Bíblia muitas vezes o sonho é invocado como um meio de Deus comunicar com o seres humanos. Eu gosto desta teoria que afirma que os sonhos são os momentos em que organizamos nossas experiências do dia-a-dia. Depois de um dia de muitas atividades, quando dormimos, nosso cérebro aproveita para colocar em ordem as coisas que aconteceram. Fica na memória aquilo que precisamos. Outras coisas ficam armazenadas no subconsciente. Assim, sonhar com pessoas que já faleceram pode ser uma forma de lembrar destes entes e amigos queridos! Mas isto não significa necessariamente que eles estejam precisando de orações ou estejam passando por alguma provação após a morte. Os mortos não usam sonhos para se comunicar! Aliás, a doutrina católica ensina que os mortos não podem comunicar-se com os vivos de maneira nenhuma, ainda que muitos insistam em acreditar fantasmas.

Entretanto, rezar pelos falecidos é um costume da Igreja Católica desde o seu início e cultivado com muito zelo. Iluminada pela tradição bíblica e histórica, nós cremos que é possível orar por aqueles que já estão ao lado de Deus, como forma de homenagear sua memória e fazer presente esta pessoa em nossa vida. O Catecismo ensina: ”Reconhecendo cabalmente essa comunhão de todo o corpo místico de Jesus Cristo, a Igreja terrestre, desde os primeiros tempos da religião cristã, venerou com grande piedade a memória dos defuntos” (Catecismo da Igreja Católica 958). Oramos pelos mortos porque queremos seguir lembrando afetivamente das pessoas que nos foram queridas, mas não porque eles esteja pedindo orações por causa de alguma situação pós-morte!

A missa pelos falecidos, é assim, o reconhecimento que aqueles que ficaram vivos realizam em favor de seus entes queridos. A missa tem sentido para quem está vivo, pois acalenta o coração e os pensamentos, e faz memória da pessoa que faleceu. Assim, os laços de amor continuam sendo alimentados. Neste momento, não só a família, mas toda a comunidade, agradece a Deus pela vida vivida e pede que ele acolha com carinho aqueles que já foram ao seu encontro. Infelizmente muitas pessoas pedem para rezar missas pelos falecidos e nem aparecem na Igreja. Fico pensando se a memória do ente falecido está mesmo sendo feita! De qualquer modo, rezar é sempre bom, e quanto mais a gente se aproximar de Deus mais paz interior a gente irá conquistar! Rezemos sim pelos falecidos, mas sobretudo, rezemos pelos que estão vivos!

Fonte: pe. Evaldo César de Souza, CSSR

VEJA TAMBÉM