Cel. Fabriciano, 18 de junho de 2024

OUÇA AGORA A RÁDIO EDUCADORA

RÁDIO EDUCADORA

07 ago
Imagem: Paróquia São Sebastião/Coronel Fabriciano

Ser Pai e Viver a Paternidade

Compartilhar

Domingo é dia dos pais. Não sejamos inocentes a ponto de acreditar que somente razões emotivas determinem marcar no calendário civil datas como dia dos pais, das mães e dos namorados. Obviamente por detrás de tanta exposição da afetividade, está a publicidade interesseira em vender produtos e serviços e movimentar o mercado. O mundo capitalista é assim, tudo vira possibilidade de ganhar dinheiro, infelizmente!

Mas ainda assim, o dia dos pais pode nos provocar alguma reflexão sobre o papel desse ser humano cujas responsabilidades ultrapassam a si mesmo e se refletem em outro ser humano, que por vezes até sem nenhum preparo, se torna filho de algum papai inconsistente. Mas a paternidade, mesmo aquela esperada, planejada e socialmente reconhecida também passa por interrogações. O que significa ser pai no século XXI?

A definição social da paternidade mudou muito mais do que a maternidade. O provedor de tudo é hoje, muitas vezes, dependente de outros e perde a força de um pedestal social que o colocava com segurança acima de tudo. O pai, hoje, não só provê, mas precisa participar ativamente da educação dos filhos, do cuidado desde cedo, ter presença e afetos diários, ou será cada dia menos reconhecido com pai. Feliz do homem que consegue dar esses passos, e reconhece que ser pai é cada dia mais uma tarefa maravilhosa, mas extremamente complexa. Parabéns aos pais que entenderam o dom divino da paternidade. Esse sim são reflexos de Deus Pai.

Fonte: Padre Evaldo César de Souza, C.SS.R

VEJA TAMBÉM