Cel. Fabriciano, 23 de abril de 2024

OUÇA AGORA A RÁDIO EDUCADORA

RÁDIO EDUCADORA

15 set
Imagem: Internet

Nossa Senhora das Dores

Compartilhar

No dia 15 de setembro a Igreja Católica festeja a gloriosa Nossa Senhora das Dores, que representa para os fiéis devotos, a mãe que ampara todas as dores.

Ela, na sua infinita bondade, transfere para si os sentimentos dolorosos daqueles que a recorrem, transformando-os em serena paz.

Quantas dores! Quantos amparos! Quanta esperança! Quanta superação! Quantas graças!

Nossa Senhora das Dores é também conhecida como Nossa Senhora da Piedade, da Soledade, da Angústia, da Agonia, das Lágrimas, simbolizando assim todas as dores da humanidade.

Venerada pela Igreja Católica, é contemplada com o título de “Mater Dolorosa” pelas suas sete dores ao longo de sua vida terrestre, nos momentos da Paixão de Cristo. Como mãe, sofreu as profundas dores físicas e espirituais de seu filho Jesus Cristo. Ela é o modelo a seguir pelas muitas mães, que hoje sofrem pelos seus filhos doentes de corpo e de alma.

O ser humano, diante das adversidades da vida e, neste momento, com os desafios e consequências do Covid-19 – o corona vírus – em todos os países do mundo, está sofrendo sob vários aspectos. Vamos pois, unir ao amor e às dores de Maria, para superar esta difícil situação. Como? Rezando o terço, pedindo graças e glorificando a sua santidade e amparo.

Com Ela, a Nossa Senhora das Dores, devemos aprender a lidar com o sofrimento, usando da sabedoria, da fé, da meditação e da oração.

Mesmo na dor, Maria tinha um coração doce e amável!

Sejamos como Maria que sofreu mas amou a Deus e ao próximo com fé e esperança.

Nossa Senhora das Dores a nossa mãe gloriosa e divina, rogai por todos nós!

Fonte: Maria Helena Franco/PASCOM

VEJA TAMBÉM