Cel. Fabriciano, 27 de janeiro de 2021

OUÇA AGORA A RÁDIO EDUCADORA

RÁDIO EDUCADORA

22 dez
Imagem: amorautentico.com.br/

Celebrar o Natal

Compartilhar

Natal é tempo de celebração. Existem muitos modos saudáveis e santos de viver verdadeiramente o dia do Natal. Entre tantos apelos de consumo de presentes, comida e bebidas, é importante parar e pensar no verdadeiro sentido da festa que celebramos. Para nós, cristãos, o Natal é a data que faz memória da Encarnação de Deus entre os homens. O menino Jesus que nasce é a presença de Deus entre nós. Por isso o chamamos Emanuel, palavra que significa “Deus veio morar entre nós”.

A primeira maneira de celebrar o Natal é a participação na Eucaristia. A missa do Natal é momento ímpar para a vida cristã. Na missa recordamos o fato de nascimento de Jesus, recebemos seu Corpo e Sangue e encontramos com nossa comunidade. Na missa do Natal podemos sentir que Deus nos ama verdadeiramente. Um modo muito especial de viver a missa do Natal é convidar a família para juntos ir a igreja rezar.

Mas o Natal pode ser celebrado também com gestos de solidariedade concreta. Nesta época do ano muitas pessoas procuram ajudar instituições de caridade, asilos, creches, enfim, todos se sentem responsáveis pela felicidade de quem não tem nem o suficiente. Claro que não devemos esperar o Natal para sermos generosos com aqueles que necessitam, mas que tal aproveitar estes dias para visitar uma família carente e oferecer um pouco de alegria? Uma boa opção e montar uma cesta básica, não se esquecendo de algum presente para as crianças desta família.

No trabalho ou mesmo em família são importantes os momentos de confraternização, com a troca simples de cartões ou pequenos presentes. O importante não é o valor do objeto, mas a companhia dos amigos e familiares. Assim, uma noite de Natal pode ser maravilhosa quando a família se reúne, reza pela paz, partilha a refeição e se alegra com a vida do outro. Para aqueles que têm famílias distantes, ou estão sozinhos, a dica é procurar aquele amigo ou vizinho e com ele viver a noite do Natal. Não tenha medo ou vergonha de fazer-se presente na vida do outro neste dia.

Enfim, para celebrar o Natal é preciso espírito de criança, pois celebramos a festa do menino Deus. Espírito de criança significa esquecer as velhas brigas, abrir-se ao perdão, sorrir, dar as mãos, ser sincero. Ter espírito de criança significa rezar sem palavras e alegrar-se com as coisas simples da vida. No Natal seremos verdadeiramente renovados se soubermos deixar nosso coração falar.

Fonte: Padre Evaldo César de Souza, C.Ss.R

VEJA TAMBÉM