Cel. Fabriciano, 21 de maio de 2024

OUÇA AGORA A RÁDIO EDUCADORA

RÁDIO EDUCADORA

21 maio
Imagem: Padre Evaldo/Arquivo Pessoal

Acompanhe o Quarto dia de Oração com Santa Rita

Compartilhar

Com Santa Rita celebramos nossa vocação!

PR: Boa noite querido ouvinte, boa noite querido devoto e querida devota de Santa Rita de Cássia. Em tempos de pandemia e isolamento social, unamo-nos em oração pela nossa querida padroeira por meio das ondas da Rádio Educadora. Saudamos especialmente nossas ouvintes que participam de comunidades dedicadas a Santa Rita de Cássia, hoje rezando com a comunidade Santa Rita do bairro das Águas, em Ipatinga e pela comunidade Rural de Santa Rita, lá de Timóteo, caminho do parque estadual do Rio Doce. Estamos rezando essa semana toda pela vida e pela família, sempre com a presença e intercessão de Santa Rita de Cássia. Hoje é nosso quarto dia de oração. Convido você, a partir de agora, a entrar em sintonia de amor com a Trindade Santa, e iniciemos nosso primeiro dia de oração.

PR: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo
TODOS: Amém!

PR: Que a graça de Deus que no une, o amor de Jesus que nos fortalece e a suavidade do Espírito Santo que nos ilumina estejam com vocês.
TODOS: Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

PR: Conversando sobre o tema do dia. Santa Rita foi uma verdadeira guerreira da fé em Jesus Cristo. Sua vida toda foi uma entrega de amor ao chamado de Deus, e em cada etapa de sua vida, Rita de Cássia soube aceitar os desafios propostos por Deus e jamais se deixou abater pelo desânimo ou pela falta de fé.

LEITOR 01:
Santa Rita viveu sua vocação a feminilidade. Ela quer transmitir sua mensagem às mulheres de todas as idades e condições, porque ela conhece pessoalmente os papéis femininos de filha, esposa, mãe, viúva e religiosa. Santa Rita anuncia à mulher, o evangelho da liberdade, liberdade der ser ela mesma, de defender a própria dignidade e a de quem é mais fraco. Santa Rita encarna o evangelho do serviço, porque somente quem perde a própria vida por amor a encontra verdadeiramente.

LEITOR 02:
Santa Rita viveu sua vocação matrimonial. Ainda que tenha sido surpreendida por um relacionamento hostil e violento, Rita jamais permitiu que a santidade de seu casamento fosse destruída. Com isso, ele anuncia aos esposos o evangelho da fidelidade ao próprio cônjuge. Ela proclama o evangelho do perdão, porque quem erra anda errante e somente será ajudado se não for condenado por nós. Seu esforço de esposa fez com que seu marido, antes tão destituído de Deus, morresse pedindo perdão dos pecados e fazendo sua comunhão eucarística.

LEITOR 01:
Santa Rita viveu sua vocação à maternidade. Aos pais ela anuncia o evangelho da coerência, porque, de fato, só se é educador pelo exemplo. Ela anuncia o evangelho da confiança, para que, a família, egoisticamente, não se feche ao futuro e não destrua a vida. Ela proclama o evangelho da oração, porque abrir-se a Deus, significa construir a própria família sobre a rocha.

LEITOR 02:
Sendo mãe zelosa e preocupada com a saúde espiritual dos filhos, Santa Rita anuncia aos jovens o evangelho da esperança, porque a vida tem sentido, porque Deus nos ama e não nos deixa sozinhos. Ela proclama o evangelho da obediência, porque somente partindo da humildade se constroem grandes coisas. Santa Rita anuncia aos jovens o evangelho da generosidade, porque com esforço próprio pode-se superar a lógica do ódio e da violência.

LEITOR 01:
Santa Rita viveu sua vocação a vida consagrada religiosa. Aos religiosos e religiosas Santa Rita anuncia o evangelho da alegria que surge da doação total a quem vale muito mais do que o cêntuplo: o Senhor Jesus. Ela proclama aos consagrados o evangelho da comunhão, onde todas as divisões sejam superadas. Enfim, a todas as pessoas que encontra, Santa Rita anuncia o evangelho da paz universal, para que sejamos todos sempre irmãos e irmãs, filhos e filhas do mesmo Pai.

LEITOR 02:
Finalmente, podemos dizer que Santa Rita viveu profundamente sua vocação de cristã batizada. Ela anuncia o evangelho da proximidade do Deus Crucificado, Consolador e Salvador. Ela proclama o evangelho da fortaleza em carregar a própria cruz junto a Cristo. Santa Rita encarna o evangelho da compaixão, porque sofre com quem sofre e socorre todo sofrimento com a sua poderosa intercessão. Podemos dizer com certeza que Rita carregou a cruz com Jesus e com ele está glorificada!

PR: Viver nossa vocação e construir uma vida de santidade evangélica é o melhor caminho para se chegar aos céus. Tudo isso podemos aprender de Santa Rita. Deus nos sustenta em cada momento, nunca desampara seus filhos. Somente no Mistério de Cristo conseguimos fazer da dor uma plena alegria, pois os sofrimentos sempre terão sabor de Páscoa. Vamos acolher entre nós a Palavra de Vida, e juntos aclamemos a Palavra cantando:

(BG: canto de aclamação/ aleluia)

Evangelho Mt 9,9-13
PR: O Senhor esteja Convosco!
TODOS: Ele está no meio de nós!
PR: Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Lucas.
TODOS: Glória a Vós, Senhor!

Naquele tempo, Jesus viu um homem chamado Mateus, sentado na coletoria de impostos, e disse-lhe: “Segue-me!” Ele se levantou e seguiu a Jesus. Enquanto Jesus estava à mesa, em casa de Mateus, vieram muitos cobradores de impostos e pecadores e sentaram-se à mesa com Jesus e seus discípulos. Alguns fariseus viram isso e perguntaram aos discípulos: “Por que vosso mestre come com os cobradores de impostos e pecadores?” Jesus ouviu a pergunta e respondeu: “Aqueles que têm saúde não precisam de médico, mas sim os doentes. Aprendei, pois, o que significa: ‘Quero misericórdia e não sacrifício’. De fato, eu não vim para chamar os justos, mas os pecadores”.

Palavra da Salvação!
Glória a Vós, Senhor!

PR: REFLEXÃO DO DIA (espontânea)

(AO TERMINAR PEDIR UMA CANÇÃO – Se ouvires a voz do vento)

REZANDO PELAS VOCAÇÕES

PR: Rezemos hoje por todas as vocações, missionárias, religiosas, sacerdotais, matrimoniais e leigas, para que Deus sucinte sempre operários para a grande messe da Igreja:

TODOS: Senhor, com Santa Rita de Cássia, iluminai a nossa vocação!

Leitor 01: Senhor da Messe e Pastor do rebanho, faze ressoar em nossos ouvidos teu forte e suave convite; “Vem e segue-me”! Derrama sobre nós O teu Espírito, que ele nos dê sabedoria para ver o caminho e generosidade para seguir sua voz.

TODOS: Senhor, com Santa Rita de Cássia, iluminai a nossa vocação!

Leitor 02: Senhor que a Messe não se perca por falta de operários. Despertai nossas comunidades para a Missão. Ensina nossa vida a ser serviço. Fortalece os que querem dedicar-se ao Reino na vida consagrada e religiosa.

TODOS: Senhor, com Santa Rita de Cássia, iluminai a nossa vocação!

Leitor 01: Senhor, que o Rebanho não se perca por falta de Pastores. Sustenta a fidelidade de nossos bispos, padres e ministros. Dá perseverança a nossos seminaristas. Desperta o coração de nossos jovens para o ministério pastoral em tua Igreja.

TODOS: Senhor, com Santa Rita de Cássia, iluminai a nossa vocação!

Leitor 02: Senhor da Messe e Pastor do Rebanho, chama-nos-para o serviço de teu povo. Maria Mãe da Igreja modelo dos servidores do Evangelho ajuda-nos a responder, SIM. Aanta Rita de Cássia, fortalece nossa vocação.

TODOS: Senhor, com Santa Rita de Cássia, iluminai a nossa vocação!

PR: Deus de amor, fortalecei nossa vocação, mandai operários para a messe da Igreja e iluminai todos os vocacionados.

TODOS: Amém!

SANTA RITA E SEU AMOR A NOSSA SENHORA

PR: Todos nós rezamos diariamente a oração da Ave-Maria, na qual, entre louvores e preces, pedimos a Mãe de Jesus a graça de nos acompanhar na hora da morte. Quem vive bem a sal vocação, com Jesus e Maria, não precisa ter medo da morte, pois esse será o momento de nossa plenitude em Deus. Rita morreu santamente, foi recebida por Jesus e Maria nos Céus.

LEITOR 01:
No sua última enfermidade, estando muito debilitada, Rita foi visitada por uma parenta. Ao se despedir, Rita pediu que na próxima vez ela trouxesse uma rosa e dois figos da horta da casa de seus pais. Era inverno muito rigoroso, mas Rita pediu muito e sua parenta acabou indo a horta e lá encontrou uma belíssima rosa e os figos que a santinha tinha pedido.

LEITOR 02:
Vendo aproximar-se a morte, Rita se preparou para receber os sacramentos e repleta de amor a Jesus e Maria sua alma se libertou dos vínculos que a prendiam. Assim ela teria dito: “Chegou o tempo, minhas queridas irmãs, de sair deste mundo. Deus assim o quer. Muito vos ofendi por não vos ter amado e obedecido como era de minha obrigação; com toda a minha alma vos peço perdão por todas as negligências e descuidos; reconheço que vos tenho molestado por causa desta ferida da fronte; rogo-vos tenhais piedade das minhas fragilidades; perdoai minhas ignorâncias e rogai a Deus por mim, para que minha alma alcance a paz e a misericórdia da clemência divina”.

LEITOR 01:
Finalmente, com 76 anos de idade e 40 de vida religiosa, faleceu Santa Rita em Cássia, no velho Convento das Agostinianas, no dia 22 de maio de 1457. Neste momento os sinos do convento e da vila de Cássia tocaram milagrosamente. A morte de Rita foi acompanhada de muitos milagres. Na cela onde ela faleceu, apareceu uma luz de grande esplendor e um perfume de rosas se fez sentir em todo o mosteiro. A ferida do espinho, antes de aspecto repugnante e mal cheirosa, tornou-se brilhante, limpa, cor de rubi.

LEITOR 02:
Quase 550 anos se passaram desde que alma de Rita deixou de animar aquele corpo. As vestes que lhe serviam de mortalha estão tão perfeitas como no dia em que a envolveram e seu corpo segue incorrupto. Em Cássia desde 1577 existe uma capela a ela dedicada. O culto à bem aventurada de Cássia rapidamente se estendeu pela Itália, Portugal e Espanha, onde devido aos milagres obtidos por sua intercessão o povo lhe deu o nome de Santa das causas impossíveis. Foi oficialmente canonizada no dia 24 de maio de 1900 pelo papa Leão Treze.

PR: Rezemos juntos com Santa Rita, um Pai – Nosso e 03 Ave-Marias, pelas nossas famílias e pelas famílias que passam por alguma tribulação.

TODOS: Pai-Nosso… Ave-Maria… Ave-Maria… Ave-Maria…

(música mariana – Colo de Mãe/Shalom)

GESTO CONCRETO:

PR: Nesse quarto dia de nossa semana de oração, você é convidado a preparar a cesta da caridade para os mais necessitados. Coloque hoje mais um quilo de alimento para ir completando a sua cesta da caridade.

ORAÇÃO A SANTA RITA
(para todos os dias)

REZEMOS JUNTOS

Excelsa protetora, ó gloriosa Santa Rita de Cássia, remédio para todas as aflições, baixai sobre meus padecimentos o vosso olhar pleno de misericórdia! Em honra do Sacratíssimo Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo, em memória do espinho que tivestes na fronte e da chaga que nela pacientemente sofrestes, com o mais humilde recolhimento, rogo-vos interceder por mim junto de vosso Divino Esposo, para que me seja dada a graça que nessa angústia vos imploro (faça sua intenção, pelo seu bem e pelo bem da humanidade).

Milagrosa Santa Rita de Cássia, rogai por mim, favorecei minha súplica, vós que resolveis todas as dificuldades , que sois a “santa advogada das causas impossíveis”, que por vossas sublimes virtudes tudo conseguis em nosso benefício; descei um olhar generoso a esta aflita criatura que recorra à vossa piedade. Ajudai-me, patrocinai minha causa, dai-me remédio e amparo nas minhas aflições; socorrei-me e defendei-me em todos os perigos da alma e do corpo. Amém!

(Música: Hino de Santa Rita)

BÊNÇÃO FINAL – espontânea

Fonte: Padre Evaldo César de Souza, C.Ss.R

VEJA TAMBÉM