Cel. Fabriciano, 26 de maio de 2024

OUÇA AGORA A RÁDIO EDUCADORA

RÁDIO EDUCADORA

29 jan
Imagem:

A santidade consiste em amar Jesus Cristo!

Compartilhar

Lembro de uma livro que há muitos anos passou pelas minhas mãos, e que falava do modo brasileiro de rezar, afinal existe um jeito de rezar muito próprio de nosso povo e isso é fato comprovado! Nosso povo ama as história e a vida dos santos! Os exemplos e as bravuras espirituais, desses homens e mulheres que hoje estão nos altares, nos tomam de assalto e atraem nossa atenção. Ser santo parece, assim dito, ser algo para poucos!

Ora, passado alguns séculos, a Igreja Católica, abrindo-se ao novo despertar religioso da modernidade, declarou solenemente em documento conciliar que “todos os cristãos são chamados a ser santos”, e com isso a gente aprendeu que a santidade não é algo excepcional ou ideal inalcançável, mas toda santidade consiste em amar Jesus Cristo e coloca-lo como centro de nossas vidas. Quer ser santo? Ame Jesus e siga seu evangelho! Não há outro caminho nem outra orientação que seja mais concisa e fundamental do que essa!

Então me dei conta que esse convite de amar Jesus Cristo e Nele ser santo foi o grande ensinamento de Afonso de Ligório, um napolitano piedoso e muito inteligente, que nos idos de 1732 ousou começar uma família religiosa para evangelizar os mais pobres e abandonados. Afonso, que depois seria canonizado pela Igreja, é santo e inspirador da santidade em muitos missionários, que depois dele também optaram pela aventura espiritual de consagrar as vidas pela missão ao lado dos mais necessitados – os missionários redentoristas! Talvez de Afonso você conheça pouca coisa, mas tenho certeza que esses herdeiros espirituais – os redentoristas – são para você bem conhecidos!

Redentoristas. Esse homens de espírito ousado, missionários da alegria e da esperança, propagadores da redenção abundante em Jesus Cristo, são patrimônio espiritual da Igreja Católica. Desde que Santo Afonso deu o primeiro passo, fundando a família redentorista, outros homens mergulharam tão profundamente na inspiração alfonsiana que também receberam a marca da santidade em suas vidas: Clemente Maria, Geraldo Magela, João Neumann, Pedro Donders, Gaspar Stangassinger, somente para dizer alguns cujos nomes receberam da Igreja o nome de santos. Mas não podemos jamais esquecer as centenas de missionários redentoristas que, ao longo dos últimos séculos, no anonimato da missão, santificaram-se pelo zelo apostólico ao lado de Jesus Cristo.

Os missionários redentoristas, na labuta incansável de acolher o povo de Deus percorrem os caminhos de Santo Afonso de dos santos redentoristas: pela pregação simples, pela misericórdia nos confessionários, pela presença alegre nas bênçãos e sobretudo, pela simplicidade de vida, eles inspiram o povo de Deus a viver o caminho da santidade, ecoando em cada coração a mensagem fundamental do evangelho – “Todos nós somos chamados a ser santos, vivendo o Evangelho de Jesus e o amando acima de todas as coisas”. Certamente Afonso, e todos os que os precederam nessa missão de santificar o povo, os abençoa do Céu!

Padre Evaldo César de Souza, CSSR

Fonte:

VEJA TAMBÉM