Cel. Fabriciano, 20 de outubro de 2020

OUÇA AGORA A RÁDIO EDUCADORA

RÁDIO EDUCADORA

São Francisco de Assis

Quando chegou de Inhapim para morar no alto do bairro Ponte Nova, o senhor José Alves dos Santos não imaginava que seria um dos fundadores de uma nova comunidade eclesial. Com simplicidade e muita fé, reunindo na casa do senhor José Silvestre e de dona Maria das Graças Gomes, começaram a rezar terços e ladainhas marianas, o que atraía os católicos do bairro. O ano era 1992. Também começaram a ouvir os apelos para a celebração do culto dominical, que passou a ser celebrado no salão velório do bairro. Entre as participantes mais animadas estavam dona Creuza, Marlene, Maria Oliveira, D. Terezinha, D. Tereza, dona Generosa Pereira dos Santos, Maria Inês, Elza Laje, Maria Venâncio e D. Alzira.

Dez anos depois, em 2002, as missões populares no bairro promoveram ainda mais o fortalecimento da comunidade. O jovem missionário José Carlos, entusiasmado com a missão, provocou o grupo a fundar uma comunidade, e em 2003, apoiados pelo pároco, padre Barbosa, a comunidade começou a ser existir, numa casa que foi comprada e reformada para ser capela.

Assim, no dia 18 de julho de 2004, foi oficialmente fundada a comunidade que recebeu o nome de são Francisco de Assis. O nome foi sugestão de um morador, Wellington, e foi imediatamente aprovado pela comunidade.

Em 2006 aconteceu a primeira festa da comunidade que existe até hoje, o “Arraiá do Francisco”. Foram coordenadores da comunidade José Lucio, José Rodrigues, Maria Olivia, Marinete Costa, Ailton Marçal, Wellington Pereira, cada um contribuiu para o crescimento de nossa comunidade, em crescimento espiritual e material.

Hoje a comunidade se orgulha de ter uma bela Igreja, um centro pastoral comunitário, salão da Pastoral da Criança e capela velório. Tudo conquistado com muita luta e sacrifícios, mas que valeu a pena. O maior sonho da comunidade é mantê-la sempre viva, com uma boa participação, fortalecer o carisma de comunhão entre os participantes da comunidade e terminar a construção da Igreja. Tudo com as bênçãos de São Francisco de Assis!