Cel. Fabriciano, 20 de outubro de 2020

OUÇA AGORA A RÁDIO EDUCADORA

RÁDIO EDUCADORA

Santo Afonso

Os idos de 1975 nos fazem encontrar, debaixo das árvores do bairro Santa Terezinha II, um grupo devotos de católicos que se reuniam esporadicamente para a celebração de missas. Entre essas pessoas estavam D. Natalina, Norma Pereira Lima, Francisco Guerra de Assis, Sebastião Maziano, Edmundo Miranda Martins, Terezinha Francisca de Assis Miranda, Angela Maria Ferrari Alves, Clovis Pelinçari, Elenice Bretas de Assis e Raquel Silva Vila Nova, que sonhavam em construir uma capela para dar mais comodidade para as celebrações de missas e terços.

E como sonho que se sonha junto se realiza com mais rapidez, logo a comunidade conseguiu um lote, que foi abençoado pelo padre Ronaldo, CSSR. Desde 1948 os missionários redentoristas cuidavam da paróquia, mas ainda não havia uma comunidade dedicada ao fundador da congregação. O momento certo veio no dia da bênção do lote, pois acatando uma sugestão do padre Ronaldo, a comunidade e o conselho comunitário concordaram em dedicar a capela a Santo Afonso. Havia algumas sugestões para ter como padroeira Santa Terezinha (pois o bairro recebe o nome dessa santa), mas como já havia a comunidade de santa Teresinha e era bem próxima, a sugestão para declarar Afonso de Ligório como padroeiro foi acatada.

Mas ter uma capela era ainda um sonho a ser alcançado. Foi somente no dia 01 de agosto de 1999, dia de Santo Afonso, que a comunidade pode rezar pela primeira vez uma missa já dentro da capela dedicada ao fundador dos missionários redentoristas. Coube ao missionário redentorista, padre Zambom, concluir as obras dessa capela.

A comunidade de Santo Afonso tem alguns sonhos, entre eles oferecer uma vocação à vida religiosa consagrada redentorista. Como se vê, a comunidade abraçou o nome e a causa de Afonso, e segue viva e atuante em nossa paróquia.