Cel. Fabriciano, 20 de outubro de 2020

OUÇA AGORA A RÁDIO EDUCADORA

RÁDIO EDUCADORA

São José Operário

A comunidade teve inicio aproximadamente nos anos 80. Já existia um grupo de reflexão chamado Santo André, fundado na década de 70, coordenado pela senhora Maria Matilde da Silva. O grupo fazia os trabalhos em todo Caladinho de Cima, e às vezes em outros bairros.

A partir de 1983 o grupo negociou com o pároco da época, Pe. Antunes e seus auxiliares que fosse celebrado a eucaristia pelo menos uma vez por mês. No início a missa era celebrada em frente a casa da Dona Maria Matilde, depois de algum tempo passou a ser feita todos os domingos em vários lugares, foi ai que começou o crescimento de várias pastorais, entre elas: a catequese, a fundação da conferência Santa Inês da sociedade São Vicente de Paulo, e o grupo de jovens. A partir disso passou a se discutir a necessidade de um nome e um local para os encontros da comunidade.

Em outubro de 1985 em uma missa celebrada pelo Pe. Macedo na Rua Bartira, foi pedido um momento para se discutir qual seria o nome da comunidade. Pe. Macedo sugeriu o nome de São José Operário e doou uma imagem de São José para a comunidade.

O casal Antônio Miguel de Moura e Sergina juntamente com a senhora Rita Ferreira que eram conhecidos do senhor José Rolim e sua esposa, pediram a eles a doação de um lote para a sociedade São Vicente de Paulo construir um local para a reunião, de imediato foram atendidos. E assim iniciou-se a construção de nossa capela no final de 1985.

Lembramos saudosos do senhor Manuel Galdino, Manuelzinho, Rita Ferreira, Antônio Miguel de Moura e família, Mário e família, Maria da Penha Gregório, José do Patrocínio e família, Catarino e família, Sr. Ângelo de Carvalho e família, Geraldo Tadeu e família, o prefeito da época, que colocou a disposição uma máquina para fazer o desaterro do terreno. Esses nomes permanecem na história. Entre os missionários redentoristas não podemos esquecer de Pe. Waldo, Pe. Brás, Pe. Élio, Pe. Antunes, Pe. Carvalhais, José Augusto, Pe. Macedo.

Hoje a comunidade de São José Operário vê surgir novas pastorais, tais como: pastoral do dizimo, batismo, terço dos homens, coral das crianças, infância missionária (IAM), ministros da eucaristia e da palavra, grupo de oração. E sonhamos em melhorar nossa capela, e quem sabe construir uma torre para o sino que recebemos de doação do saudoso padre Barbosa!